sexta-feira, 8 de junho de 2012

Comentando o Livro: Um Homem de Sorte



Sinopse:

“Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fm de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.

Comentários:

Como fã de Nicholas Sparks comecei a ler esse livro me preparando para chorar muito, mas me decepcionei. Não que o livro seja ruim, ele é bom e recomendo, mas não parece um livro escrito por Nicholas Sparks. A narrativa é bem diferente dos outros livros que já li dele. Uma das coisas bem legais que achei foi os capítulos separados por personagens, é bem legal saber a visão de cada um dos personagens. Enquanto lia o livro, sabendo quem era o autor, fiquei esperando por uma trajédia o tempo todo, e quando ela aconteceu foi tudo tão rápido, fiquei meio perdida. O final me surpreendeu achei muito bom. Gostei de conhecer o Logan aqueles personagens raríssimos de encontrar-mos na vida real. E odiei o Clayton que é aqueles personagens que na vida real existem em todas as partes machistas e grosseiros. No livro me identifiquei com o Ben e seu hábito de ler e a Beth que é uma professora assim como eu que estou me preparando para ser. Enfim, o livro não é um dos meus preferidos do Nicholas, mas é bom pra quem gosta de um romance leves e tranquilos.

Nota: 7,5